11 Opções de Leite Vegetal

11 Opções de Leite Vegetal. Amendoim, Aveia, Arroz , Gergelim, Quinoa , Amêndoas, Cânhamo, Macadâmia, Coco, Caju e Inhame.

Todas as alternativas de leite vegetal oferecem várias vantagens à saúde, como redução do colesterol, aumento da ingestão de antioxidantes ou proteção contra alergias ou intolerâncias.

Uma boa estratégia pode ser misturar os tipos de leite que você tem maior preferência.

Dessa forma, você obtém o melhor de cada um deles, especialmente se você os beber junto a uma dieta saudável e com alimentos integrais.

Lembre-se de verificar os rótulos quanto a ingredientes como adição de açúcar ou aditivos indesejados e evite aqueles com suplementos indesejáveis.

11 Opções de Leite Vegetal

Aqui estão as 11 opções de leite vegetal para adicionar à sua dieta.

Incluímos uma Receita Caseira para cada um !!

1

Leite de Cânhamo

08 Opções de Leite

Alguns estudos conduzidos por especialistas da área de saúde confirmam suas propriedades na prevenção de doenças cardíacas, osteoporose, diminuição do colesterol, pressão alta e de sintomas da TPM e menopausa.

Pouco popular no Brasil, a semente de cânhamo é muito consumida no exterior, principalmente por sua capacidade nutritiva, alto teor de fibras e proteínas vegetais.

O Que é o Cânhamo?

As sementes de cânhamo vêm da mesma espécie de cannabis, Cannabis sativa, que é a planta da maconha, mas existe uma diferença primordial entre elas: a quantidade de THC em sua composição.

Muito antes da planta ser proibida ao redor do mundo, a cannabis era amplamente utilizada para produzir papel, tecido, resina e até combustível.

Como é uma planta de crescimento rápido, o cânhamo era responsável pela maioria do papel produzido no mundo por mais de 2 mil anos, antes de sua proibição.

O Cânhamo como Alimento

A planta cultivada como alimento possui doses baixíssima de THC, o composto psicoativo da maconha, com cerca de 0,001% em sua composição.

Isso quer dizer que de forma alguma a semente de cânhamo pode ter algum efeito indesejado em quem a consome.

No Estados Unidos e em outros países, a semente e o óleo de cânhamo são muito utilizados na alimentação, já que são muito saudáveis e possuem diversos benefícios para nosso organismo.

Informações Nutricionais do Cânhamo

Valores para 42 gramas do produto, cerca de 4 colheres de semente de cânhamo.

  • 240 calorias;
  • 1 grama de gordura total;
  • 0 de colesterol;
  • 4,5 gramas de carboidrato;
  • 2,5 gramas de fibra.

Benefícios da Semente de Cânhamo

1. Rica em Nutrientes

As sementes de cânhamo são abundantes em diversos nutrientes essenciais para a nossa saúde.

Quase 30% dela é formada por gordura, mas é uma gordura boa, rica em ômega 3 e ômega 6.

O ômega 3 é um composto essencial para nossa saúde e ajuda a reduzir inflamações, o que colabora na prevenção de doenças cardíacas, além de poder reduzir o colesterol e a pressão alta.

Uma ótima fonte de proteína vegetal, mais de 25% de suas calorias são proteínas. 

Isso é quase o dobro do que chia e linhaça, sementes conhecidas por seu alto teor proteico, podem oferecer.

Além disso, a poderosa semente de cânhamo possui alto teor de vitamina E e minerais essenciais para o nosso organismo, como o fósforo, potássio, sódio, magnésio, enxofre, cálcio, ferro e zinco.

2. Reduz o Risco de Doenças Cardíacas

Não é novidade que as doenças cardíacas são a maior preocupação da população mundial, já que estas são as enfermidades que mais matam ao redor do mundo.

A semente de cânhamo possui propriedades distintas que ajudam a prevenir e reduzir os riscos de doenças cardíacas.

Ao consumir a semente, você ingere um alto teor de um aminoácido chamado arginina, conhecido por possuir propriedades que auxiliam na produção de óxido nítrico em nosso organismo.

Este óxido é um gás molecular que ajuda a dilatar os vasos sanguíneos, colaborando para baixar a pressão e reduzir os riscos de doenças cardíacas relacionadas à pressão alta.

Uma pesquisa realizada com mais de 13000 pessoas apontou que o aumento do consumo de arginina é diretamente relacionado à diminuição dos níveis de CRP (proteína C-reativa), um sensível indicador inflamatório associado a doenças do coração.

Há também, na semente de cânhamo, um outro composto que está sendo estudado por especialistas em doenças cardíacas.

É o ácido gama-linolénico, associado à redução de inflamações que podem complicar problemas cardíacos já existentes

3. Saúde da Pele

A presença de ácidos graxos na composição da semente de cânhamo é muito benéfica para quem tem problemas de pele como eczema.

Em um estudo, pesquisadores induziram pessoas com eczema ao consumo de óleo de cânhamo, derivado da semente.

Os especialistas confirmam que o aumento do nível de ácidos graxos no sangue destes pacientes colaborou para o alívio de alguns sintomas, como a pele seca, diminuição de coceira e redução do consumo de medicamentos para a pele.

4. Fonte de Proteína Vegetal

A semente de cânhamo consegue ter ainda mais proteína por grama do que a semente de linhaça e chia, conhecidas por seu alto teor proteico.

A proteína vegetal produz os mesmos efeitos em nosso organismo que a proteína animal, com a vantagem de ser ainda mais saudável.

Ao adicionar três colheres de sopa de semente de cânhamo em uma salada, no arroz ou até em um suco ou vitamina, você garante mais de 10 gramas de proteína de alta qualidade.

Além disso, estas sementes fornecem todos o aminoácidos essenciais que nosso organismo precisa.

Estes aminoácidos não são produzidos por nosso corpo, portanto devem ser consumidos através da alimentação.

Por isso, a semente de cânhamo é considerada uma fonte de proteína completa, muita rara de se encontrar entre grãos e leguminosas.

Outro exemplo de proteína vegetal completa é a quinoa.

5. Alto Teor de Fibras

As fibras são componentes fundamentais em uma dieta, principalmente se queremos emagrecer.

Isso porque ela auxilia na absorção de nutrientes e no bom funcionamento do sistema digestivo, além de dar maior sensação de saciedade.

Em média, mulheres precisam consumir no mínimo 25 gramas de fibras por dia e este valor aumenta para 38 gramas para homens.

A semente de cânhamo possui um alto teor de fibras em sua composição, com cerca de um grama em apenas 3 colheres de sopa do alimento.

Existem fibras solúveis e insolúveis, sendo que ambas são muito benéficas.

As solúveis são responsáveis por criarem uma substância semelhante a um gel dentro do intestino.

Este gel serve como fonte de nutrientes para bactérias digestivas, podendo reduzir o nível de açúcar no sangue e regular os níveis de colesterol.

Já a fibra insolúvel serve para aumentar o volume da matéria fecal, ajudando na passagem dos alimentos pelo intestino.

O consumo da fibra insolúvel também é associado à diminuição do diabetes.

6. Fonte de Minerais

Outro benefício da semente de cânhamo é que ela é uma fonte de diversos minerais fundamentais para a nossa saúde, incluindo o magnésio, fósforo, ferro e zinco.

Já mencionamos que a medida de três colheres de sopa da semente de cânhamo pode oferecer uma boa porcentagem de diversos nutrientes que devemos ingerir diariamente.

No que diz respeito aos minerais, essa porcentagem é ainda maior.

As mesmas três colheres do alimento garantem 50% do magnésio e fósforo que precisamos diariamente, além de 25% do zinco e até 15% do ferro.

Esses minerais, quando consumidos regularmente, têm propriedades que favorecem a saúde dos ossos, evitando problemas como a osteoporose.

7. Reduz os Sintomas da TPM e Menopausa

A TPM pode afetar cerca de 80% das mulheres em idade reprodutiva, causando incômodos não só físicos, como emocionais, causados por um hormônio chamado prolactina.

Especialistas afirmam que o ácido gamalinolênico, encontrado na semente de cânhamo, quando em contato com nosso organismo, ativa a produção de prostaglandina E1, um vasodilatador que reduz os efeitos da prolactina.

Alguns estudos indicam que o ácido gamalinolênico pode reduzir a dor e sensibilidade nos seios, depressão, irritabilidade e retenção de líquidos, sintomas associados à TPM.

A eficácia deste mesmo ácido também é associada à melhora dos sintomas da menopausa.

Estudos sugerem que o ácido gamalinolênico, contido na semente de cânhamo,

pode ajudar a regular as variações de hormônio e inflamações causadas pela menopausa.

Leite de Cânhamo 

08 Opções de Leite

O leite de cânhamo é feito a partir de sementes que são ricas em proteínas e gorduras ômega-3 e ômega-6 saudáveis.

Assim, o leite de cânhamo contém uma quantidade mais alta e leve desses nutrientes do que outros leites vegetais.

Uma porção de 240 ml de leite de cânhamo fornece o seguinte:

Calorias: 60

Proteína: 3 gramas

Carboidratos: 0 gramas

Gordura: 5 gramas

Fósforo: 25% do valor diário (DV)

Cálcio: 20% da DV

Magnésio: 15% da VD

Ferro: 10% do DV

O leite de cânhamo é praticamente livre de carboidratos, mas algumas marcas adicionam adoçantes, o que aumenta o teor de carboidratos.

Verifique o rótulo do ingrediente e compre cânhamo – e qualquer outro leite vegetal – sem adição de açúcar.

O açúcar pode ser listado no rótulo do ingrediente como xarope de arroz integral, suco de cana evaporado ou açúcar de cana.

Como Preparar

2

Leite de Aveia

08 Opções de Leite

A aveia é um cereal conhecido por ser uma fonte alimentar rica em fibras, que pode ser encontrada em forma de farinha, flocos e farelo.

O ingrediente pode ser utilizado no preparo de bolos, cookies, tortas, panquecas e bolachas, além de servir de acompanhamento para frutas, açaí e iogurte.

Propriedades Nutricionais do Leite de Aveia

Quantidade: 1 porção de 200 ml de leite de aveia industrializado

Energia: 45 calorias
Carboidratos: 4,7 g
Proteínas: 0,8 g
Gorduras: 2,7 g
   – Gordura Saturada: 0,3 g
   – Gordura Trans: 0 g
Colesterol: 0 mg
Fibras: 69 mg

Benefícios do Leite de Aveia

1. É Nutritivo

O leite de aveia serve como fonte de nutrientes importantes e necessários para o funcionamento adequado do organismo humano.

A lista inclui componentes como carboidratos, fibras, proteínas, cálcio, fósforo, ferro, manganês, potássio, vitamina A, vitaminas do complexo B e vitamina E.  

A bebida, inclusive, é uma alternativa de variedade de leite para os adeptos do estilo de vida vegano, que não permite o consumo de alimentos e bebidas que tenham origem animal.

2. Possui tanto Cálcio, ou Mais, que o Leite de Vaca

Por incrível que pareça, o leite de aveia é tão rico em cálcio, ou mais, que o próprio leite de vaca – o leite de aveia chega a possuir 36% da ingestão diária recomendada do mineral contra 28% do leite obtido através da vaca (em algumas versões).

3. Fonte de Antioxidantes

Outro dos benefícios do leite de aveia é que ele é composto por um grupo de antioxidantes chamados de fitoquímicos.

Eles são conhecidos por auxiliarem na proteção do organismo em relação a problemas como derrame, doença no coração e algumas formas de câncer.

4. Saúde da Pele e dos Cabelos

O consumo do leite de aveia pode contribuir para o combate da acne e melhorar a saúde da pele de maneira geral.

Além disso, a ingestão da bebida também está associada ao fortalecimento e à reparação dos cabelos.

A justificativa para tal efeito é que o alimento utilizado no preparo da bebida possui propriedades que atuam na desobstrução da pele.

5. Colabora com a Perda de Peso

Há benefícios do leite de aveia também para quem deseja emagrecer ou manter a boa forma.

Isso porque ele é fonte de fibras, um grupo de substâncias que promovem a sensação de saciedade no organismo.

Com isso, o apetite diminui e fica mais fácil controlar a quantidade de calorias consumidas no dia, o que favorece a perda de peso.

Além disso, a bebida possui quantidades baixas de gorduras, açúcar e calorias.

Entretanto, é importante dar preferência às versões caseiras e naturais do leite, pois as industrializadas podem apresentar teores altos de açúcar.

Ela pode auxiliar, se estiver incluída em um contexto de uma dieta saudável, controlada equilibrada e nutritiva.

6. Saúde do Coração

Com teor zero de colesterol, há benefícios do leite de aveia que contribuem com a diminuição dos níveis do colesterol ruim – também conhecido pela sigla LDL.

Tal efeito está associado à redução nos riscos de desenvolvimento de doença no coração.

Além disso, o excesso de colesterol no sangue também está ligado ao aumento do risco de acidente vascular cerebral (AVC), hipertensão e alguns tipos de câncer.

7. Saúde do Sistema Digestivo

Como já mencionamos acima, a bebida é fonte de fibras.

E suas fibras são tanto do tipo solúveis quanto da categoria das insolúveis – ambas trabalham juntas na promoção de um sistema digestivo saudável e colaboram com a prevenção da prisão de ventre.

8. Não contém Lactose

Devido ao fato do leite de aveia não ser composto por lactose, ele serve como uma boa alternativa de bebida para pessoas que sofrem com intolerância à substância e não podem consumir o leite de vaca e o leite de cabra, por exemplo, especialmente pelo fato da bebida ser nutritiva.

9. Qualidade do Sono

O leite de aveia também é conhecido como um remédio natural que auxilia a combater a insônia, melhorando assim a qualidade do sono. Isso devido à presença de melatonina.

Como Preparar

3

Leite de Amêndoa

08 Opções de Leite

O leite de amêndoas é um dos melhores leites vegetais disponíveis, e seus nutrientes podem trazer diversos benefícios para o corpo, como perda de peso, ossos mais fortes, melhora da visão e um coração saudável. 

Além disso, pode ajudar a construir músculos fortes,

manter a pressão sanguínea equilibrada e suportar o bom funcionamento dos rins.

      ♾♾♾♾♾♾♾♾♾♾♾♾

O leite de amêndoas também é uma boa alternativa para o leite de mães que amamentam.

Leite de amêndoas 

Costuma ter uma textura cremosa e sabor de nozes. 

Não contém lactose e colesterol

As amêndoas contêm muitos nutrientes e por esse motivo o leite de amêndoa é recomendado como uma opção para aqueles que não consomem produtos lácteos, ou aqueles que têm alergia ou intolerância ao leite de vaca e pessoas que são veganas.

Tabela Nutricional

Leite de amêndoas é rico em proteínas, fibras e gordura.

Contém minerais como cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, sódio e zinco.

Outros nutrientes disponíveis neste leite são a vitamina C, vitamina B6, tiamina, riboflavina, niacina, folato e vitamina E.

Veja a tabela nutricional de uma xícara de leite de amêndoa sem açúcar:

  • 40 calorias.
  • 02 gramas de carboidratos;
  • 01 grama de proteína;
  • 03 gramas de gordura;
  • 01 grama de fibra;
  • 10 miligramas de vitamina E;
  • 100 ui de vitamina D;
  • 200 miligramas de cálcio;
  • 500 ui de vitamina A;
  • 16 miligramas de magnésio;
  • 40 miligramas de fósforo. 

 Benefícios

1. Ajuda a Prevenir e Tratar certos tipos de Câncer

O leite de amêndoas reduz o crescimento de células de câncer de próstata. 

Por causa da presença de gordura monoinsaturada, a nutrição do leite de amêndoa também pode ajudar a desempenhar um papel na prevenção potencial do câncer endometrial.

O consumo de níveis elevados de gordura monoinsaturada também está associado a uma diminuição do risco de carcinoma hepatocelular, que é uma forma rara de câncer do fígado, e certos marcadores de câncer de mama, de acordo com a pesquisa publicada no International Journal of Cancer

Por esse motivo, as amêndoas estão entre os melhores alimentos contra o câncer, assim como o leite de amêndoa.

2. Ajuda na Perda de Peso

A quantidade de calorias presente em uma xícara de chá de leite de amêndoas é muito baixa.

Isso faz do leite de amêndoas uma opção interessante para a dieta de emagrecimento.

Para se ter uma ideia, o leite de vaca integral possui 168 calorias por porção, já o leite de amêndoas possui apenas 40.

Dietas que estimulam o consumo de gorduras saudáveis, ou dietas de baixo carboidrato, geralmente incluem o consumo regular de leite de amêndoa, pois ele é pobre em calorias, carboidratos e açúcares.

Alguns outros benefícios estão relacionados à perda de peso: por exemplo, o leite de amêndoa afeta minimamente o açúcar no sangue, o que significa que é ótimo para as pessoas que estão realizando esse controle.

Isso significa que o corpo vai usar os nutrientes encontrados no leite de amêndoas para criar energia e não para armazenar como gordura.

Ele também ajuda a aumentar os níveis de energia e até mesmo o gasto energético em repouso, o que significa que você queima gordura mais rapidamente e tem mais energia para os exercícios físicos.

3. Contribui com a Saúde Cardíaca

A gordura presente no leite de amêndoas beneficia muito a saúde do coração. 

Ao substituir a gordura saturada por outras gorduras mono e poli-insaturadas, você ajuda a proteger seu coração contra doenças coronárias.

Por exemplo, produtos de amêndoa ajudam a  diminuir o colesterol naturalmente, ao mesmo tempo em que aumentam os níveis de colesterol “bom” de HDL.

Estas gorduras também desempenham um papel importante na diminuição do risco de síndrome metabólica, que é

uma combinação de pressão alta, aumento de açúcar no sangue, gordura corporal extra em torno do abdômen e níveis baixos de colesterol.

Essa condição é um potencializador de ataque cardíaco ou derrame.

4. Reduz a Pressão Arterial

Pessoas que têm intolerância à soja e produtos lácteos podem ingerir com tranquilidade o leite de amêndoas, pois todos os minerais e vitaminas da soja e outros produtos lácteos são encontrados também no leite de amêndoas.

O movimento do sangue no corpo ocorre através das veias. Para que funcionem adequadamente, precisam ser capazes de se contrair e expandir livremente para permitir o livre fluxo de sangue para as diferentes partes do corpo. Isso depende da vitamina D e minerais como o fósforo para mantê-los na condição correta.

O bloqueio e a má circulação do sangue dentro das veias pode resultar em pressão alta, que pode ser uma condição médica com risco de vida. Esses nutrientes podem ser insuficientes para as pessoas que não consomem soja ou produtos lácteos, de modo que o leite de amêndoa possa ser uma maneira de suplementar essas pessoas e manter o coração saudável.

5. Contribui para Dentes e Ossos Fortes

É fato que ele não contém tanta vitamina D ou proteína por porção como leites animais, mas um dos benefícios do leite de amêndoas é que ele ainda é uma boa fonte dessa vitamina que ajuda a manter seus ossos e dentes fortes e densos.

As gorduras presentes no leite de amêndoa também contribuem para a saúde dos ossos, pois ingerir gordura monoinsaturada é uma forma de ajudar a prevenir a osteoporose e fraqueza óssea.

6. Combate os Radicais Livres

Ele é rico em vitamina E, que é considerada um poderoso antioxidante. 

Os antioxidantes têm um papel importante no combate aos danos provocados pelos radicais livres, que são geralmente causados ​​por produtos químicos nos alimentos, exposição ao sol e várias outras coisas.

 Ao consumir quantidades significativas de

Vitamina E

seu corpo pode combater os efeitos dos radicais livres causadores de doenças, além de contribuir com a pele saudável e reduzir o envelhecimento precoce.

7. Pode Retardar o Processo de Alzheimer

A doença de Alzheimer atualmente não tem cura, mas existem muitas maneiras naturais que os cientistas estão encontrando para ajudar a prevenir ou retardar esta doença.

A vitamina E desempenha um papel fundamental em ajudar a retardar a degeneração que ocorre com a doença de Alzheimer e esse é um dos componentes do leite de amêndoas.

8. Fortalece os Músculos

Quem trabalha em prol de construir músculos sabe que esse processo pode ser potencializado com o consumo de alguns alimentos, principalmente os que contêm vitaminas e minerais.

O leite de amêndoa contém riboflavina, que é uma forma de vitamina B que trabalha em conjunto com outros nutrientes como o ferro para regular a força e o crescimento muscular. 

Além disso, é uma boa fonte de proteína, que está presente principalmente nos músculos e na pele e que ajuda na manutenção e reparação.

9. Melhora a Saúde do Rim

Alimentos ricos em cálcio e potássio quando ingeridos em excesso,  podem ser prejudiciais para os rins.

O leite de amêndoas contém uma quantidade equilibrada de fósforo e potássio, o que não é o caso dos produtos lácteos e de soja. 

É aconselhável que pessoas que sofrem de doenças renais crônicas ou agudas evitem a ingestão de alimentos que contenham esses minerais em quantidades altas.

A substituição pelo leite de amêndoa é benéfica, pois pode atender as finalidades gerais do leite, e contribuir com a redução de potássio.

10. Melhora a Saúde da Pele

A boa saúde da pele depende de diferentes tipos de vitaminas e minerais.

Ingerir leite de amêndoas suportará a quantidade necessária de vitamina E que ajuda na manutenção da saúde da pele, além dos antioxidantes, que ajudam a reparar a pele danificada, bem como a regulação vitamina A.

Estas vitaminas estão disponíveis tanto no leite de amêndoas que é processado em casa como no que é processado e vendido comercialmente.

Ele pode ser usado ainda como uma loção de limpeza da pele e seus resultados serão melhores se adicionar água de rosas para limpar a pele.

11. Melhora a Visão

A vitamina A é essencial para o bom funcionamento dos olhos. 

Atualmente, utilizamos muitos equipamentos eletrônicos e o uso constante desses dispositivos pode afetar a visão até certo ponto. 

Esta condição pode ser tratada naturalmente, aumentando a ingestão de vitamina A, obtida através do leite de amêndoas.

12. Aumenta a Imunidade

Como vimos, o leite de amêndoa é cheio de nutrientes e minerais e eles podem ajudar na manutenção de um sistema imunológico saudável.

Ele é responsável por proteger nosso corpo de germes e micro-organismos que podem causar problemas de saúde e são prejudiciais ao organismo.

A ingestão de leite de amêndoas ajuda a fortalecer o sistema de defesa do corpo que é a imunidade.

13. Não Contém Lactose

A intolerância pode causar uma variedade de sintomas desconfortáveis e estima-se que ela afeta até 75% das pessoas em todo o mundo.

O leite de amêndoas é naturalmente livre de lactose, e é mais uma alternativa para pessoas que têm intolerância à lactose.

É uma alternativa saborosa ao leite não saudável para pessoas que não toleram ou optam por não tomar  leite, mas não é seguro se você tem alergia a nozes.

O leite de amêndoa sem açúcar é baixo em calorias e muito mais baixo em carboidratos do que o leite de vaca, sendo uma boa opção se você seguir uma dieta com menos carboidratos.

No entanto, observe que muitas marcas contêm adição de açúcar.

Sempre verifique o rótulo do ingrediente e evite os que são adoçados.

Embora o leite de amêndoa seja uma fonte naturalmente boa de vitamina E antioxidante, é pobre em proteínas e em muitos outros nutrientes.

Muitas marcas são enriquecidas com cálcio e vitaminas A e D, mas os valores podem variar de acordo com a marca.

Em média, uma porção de 240 ml de leite de amêndoa sem açúcar fornece o seguinte:

Calorias: 41

Proteína: 1 grama

Carboidratos: 2 gramas

Gordura: 3 gramas

Vitamina E: 50% da DV

Muitas marcas contêm aditivos como carragenina para engrossar e impedir a separação.

Há algum debate sobre se a carragenina promove inflamação e danos intestinais.

Ainda, a maioria das pesquisas sobre carragenina e saúde intestinal foi realizada em animais e laboratórios.

Como Preparar

4

Leite de Coco

08 Opções de Leite

Benefícios do leite de Coco

1 – É Livre de Lactose

Para quem sofre com a intolerância à lactose, que é o açúcar encontrado no leite animal, o leite de coco é uma alternativa pois não apresenta a lactose em sua composição.

Vale ressaltar que o leite de coco quase não tem proteínas e carboidratos mas é uma alternativa muito interessantes para as pessoas que querem continuar dando sabor aos seus shakes e vitaminas de frutas mas não querem a lactose. 

2 – É Fonte de Nutrientes

 É possível encontrar nutrientes como gorduras, fósforo, magnésio e potássio na composição do leite de coco.

3 – Controle do Colesterol

O coco é uma das melhores fontes do chamado ácido láurico: 50% das gorduras encontradas no alimento correspondem à substância, que é conhecida por suas propriedades antivirais e antibacterianas.

Em uma pesquisa, 60 voluntários saudáveis receberam mingau de leite de coco cinco vezes por semana ao longo de oito semanas e registraram uma diminuição nos níveis do colesterol ruim (LDL) e um aumento nas taxas do colesterol bom (HDL).

4 – Fornece Eletrólitos

O leite de coco é fonte de eletrólitos, ainda que os traga em menor quantidade do que a água de coco.

Principalmente quando o clima está muito quente, depois da prática de exercícios físicos ou de um período doente, essas substâncias auxiliam a prevenir a exaustão, insolação, problemas no coração, dores ou cãibras musculares e baixa imunidade.

5 – Energia

A bebida é composta por uma categoria dos chamados triglicerídeos de cadeia média (TCM), que são facilmente utilizados pelo cérebro como forma de energia, sem que haja a necessidade de que eles sejam processados pelo trato digestivo.

6 – Saúde Digestiva

O leite de coco também pode ser benéfico no que se refere à saúde digestiva do nosso organismo.

A justificativa para isso é que graças aos seus eletrólitos e suas gorduras saudáveis, a bebida nutre o revestimento digestivo, contribuindo assim com a melhoria da saúde intestinal e com a prevenção de problemas de saúde como a síndrome do intestino irritável.

7 – Preveni inflamação nas articulações e da artrite

Os TCMs encontrados na composição do leite de coco podem contribuir com a diminuição da inflamação, algo que está associado a condições como a artrite e dores e desconfortos nos músculos ou nas articulações.

Uma porção de 240 ml de leite de coco sem açúcar fornece o seguinte:

Calorias: 46

Proteína: nenhuma

Carboidratos: 1 grama

Gorduras: 4 gramas

O leite de coco é um pouco mais rico em gordura do que outros leites vegetais, mas os triglicerídeos de cadeia média (MCTs) nos cocos estão ligados a alguns benefícios à saúde do coração, como níveis mais altos de colesterol HDL (bom).

Algumas marcas também são enriquecidas com nutrientes como as vitaminas B12, D e A, além de alguns minerais.

O tipo e a quantidade de nutrientes adicionados podem variar entre as marcas, portanto, compare os rótulos.

Como Preparar

5

Leite de Gergelim 

Esta pequena semente oferece muito mais do que um sabor distinto.

É rica em minerais orgânicos, especialmente cálcio, e é um alimento alcalino que fortalece a saúde óssea em geral.

A semente de gergelim é excelente para o funcionamento dos músculos e do cérebro, além disso é também fonte de proteína, cálcio e ácido fólico, essencial para a formação das células do sangue.

Benefícios do leite de gergelim

O leite de gergelim é rico em cálcio, magnésio, cobre, vitamina B1, zinco e fibras dietéticas. O seu valor nutricional é ainda maior quando a semente inteira é usada, sem desprezar nenhuma parte.

Confira os principais benefícios do leite de gergelim:

  1. Mais cálcio: Sabe-se que uma colher de leite de gergelim contém cerca de 88 mg de cálcio. Apenas um quarto de xícara de leite de gergelim natural fornece mais cálcio do que um copo de leite de vaca. Um quarto de xícara de leite de gergelim tem 351 mg de cálcio, enquanto um copo de leite de vaca desnatado tem 316,3 mg, e uma xícara de leite integral tem apenas 291 mg de cálcio. Além disso, tem teor alcalino, enquanto que o leite de vaca é ácido e por isso pode afetar de forma mais brusca o estômago;                                                                   
  2. Rico em zinco: O cálcio já ajuda na saúde óssea, mas o zinco dá um reforço, uma vez que é um mineral que tem um efeito positivo na densidade mineral óssea. Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition descobriu uma correlação entre a baixa ingestão de zinco e osteoporose;                                                                                       
  3. Capacidade anti-inflamatória: Conhecido por sua capacidade anti-inflamatória e voltado na diminuição da dor e inchaço da artrite reumatóide, mais um dos benefícios do leite de gergelim é também ajudar na restauração do osso e saúde dos vasos sanguíneos;                                                                     
  4. Reduz o colesterol: A presença das fibras sesamina e sesamolina, também chamadas de lignanas, pode reduzir o colesterol e ajuda a prevenir a pressão alta do sangue. Além disso, a lignana também ajuda a proteger o fígado contra danos oxidativos. A presença de gordura saudáveis como o ácido oleico ajuda a diminuir o colesterol ruim e aumentar o colesterol bom;                                                                               
  5. Saúde do coração: O leite de gergelim também melhora a saúde do coração, justamente pela função de reduzir o colesterol. Isso ocorre devido à fonte de fitoesterois, que são esterois vegetais que já foram comprovados como aliados do coração;                                                                                     
  6. Rico em magnésio: Responsável por ajudar o cálcio a se fixar nos ossos. Além disso, o magnésio, junto com o ferro, é necessário para a produção de células vermelhas, a mineralização óssea, a síntese enzimática e produção hormonal, configurando mais alguns benefícios do leite de gergelim;                                                                                             
  7. Rico em aminoácidos: Possui a lecitina, substância que desempenha um importante papel adstringente no organismo, e é um componente do sistema nervoso. É formado por 15 aminoácidos com elevada taxa de metionina, um aminoácido essencial para o corpo;                                               
  8. Vitamina E, vitamina B1 e B2: Atuam como antioxidantes no organismo, combatendo o envelhecimento precoce. Ajudam a melhorar o sistema nervoso, órgão, músculos, pele e cabelo;                                                                                            
  9. Rica fonte de proteínas: O leite de gergelim apresenta uma fonte de proteína mais elevada do que a maioria das sementes. Sabe-se que 100 g de sementes de gergelim corresponde a 18 g de proteína, o que é 32%dos valores diários recomendados;                            
  10. Rica em cobre: A semente de gergelim é rica em cobre, tendo 53% da ingestçao diária recomendada em apenas 2 colheres de sopa. O cobre é um poderoso antioxidante, fortalece o sistema imunológico e atua como anti-inflamatório, além de ajudar a formar o tecido conjuntivo, metabolizando o ferro e sintetizando neurotransmissores;                                                                                
  11. Rico em manganês: Por esse mineral, mais um dos benefícios do leite de gergelim é sintetizar as enzimas do corpo.

Propriedades

Tenha em mente que quando um alimento é processado e preparado, muda o seu valor nutricional.

Por exemplo, o nível de cálcio diminui cerca de 60% quando as cascas são removidas da semente de sésamo; no entanto, a forma de cálcio nos cascos é o oxalato de cálcio, uma forma menos absorvível de cálcio.

O dano real de remover o casco é discutível. Quando a semente é esmagada, como ocorre no tahine ou manteiga de gergelim, seus nutrientes são mais facilmente digeridos.

Quando digeridas inteiras, as sementes não quebram durante a digestão.

Ao assar as sementes de gergelim, sabe-se que há uma alteração no seu valor nutricional.

Estudos mostram que os níveis de cálcio são mais elevados quando as sementes são torradas.

Por exemplo, pode-se obter 27% do seu valor diário de cálcio em 28,34 gramas de sementes de gergelim, em contrapartida, se estiverem torrados, o valor sobre para 28%.

Da mesma forma, 28,34 gramas de grãos crus descascados fornece apenas 2% de seu valor diário de cálcio, mas quando torrados, esse número duplica.

O leite é uma excelente opção de consumo, pois a semente é utilizada inteira e por isso o cálcio é potencializado, trazendo todos os benefícios do leite de gergelim.

Como Preparar

6

Leite de Quinoa

08 Opções de Leite Vegetal

O leite de quinoa é uma bebida que substitui o leite de vaca nas receitas veganas e é utilizado também por pessoas que possuem alergia ou são intolerantes ao leite animal.

Além disso, algumas pesquisas vêm constatando que o leite de quinoa pode realmente ser muito mais saudável ao ser humano, uma vez que o leite de vaca quando consumido diariamente e a longo prazo pode gerar diabetes, infarto, desequilíbrio hormonal, dentre outras complicações.

O leite de quinoa  e também chamado de arroz dos incas.

Trata-se de um pseudo-cereal com origem na América do Sul, com um formato arredondado, cor bege, textura leve e macia e sabor semelhante às nozes.

O valor nutricional da quinoa é o que mais surpreende, pois possui 18% de proteína, valor bem acima da proteína encontrada em outros cereais

e a presença do aminoácido essencial lisina e metionina, é pobre em gordura, rica em ferro, fósforo e cálcio e isenta de glúten.

Não é a toa que este cereal foi qualificado como o melhor alimento de origem vegetal para ser consumido pela Academia de Ciência dos Estados Unidos.

Benefícios do leite de Quinoa

  1. Indicado para intolerantes: Intolerantes à lactose e celíacos (alérgicos ao glúten) podem ingerir esse leite, pois são é fácil de digerir e não agride o estômago gerando reações intestinais.                                                                                         
  2. Rico em fibras: Ajuda a equilibrar as funções do organismo;                                       
  3. Rico em proteínas e carboidratos: É um excelente substituto do leite de vaca e pode ser utilizado em diferentes receitas doces ou salgadas;                                 
  4. Aumenta a saciedade: Por isso a ajuda no emagrecimento é também um dos benefícios do leite de quinoa, uma vez que não possui tantas calorias quanto o leite de vaca e dá aquela mesma sensação de preenchimento no estômago;     
  5. Melhora o funcionamento do intestino: Pode ser utilizado como um laxante natural, mas sem agredir o intestino, regularizando as funções intestinais;                                                                             
  6. Reduz o colesterol alto: Pode ajudar a combater o colesterol ruim;                                                                                  
  7. Rica fonte de ferro: É excelente para tratar anemia;                                                                                                  
  8. Rica fonte de cálcio: Ajuda na formação dos ossos e dentes;                                            
  9. Rica fonte de zinco: Fortalece o sistema imunológico do organismo, melhorando a defesa do corpo e prevenindo doenças;                                                             
  10. Rico em vitamina A: Importante para a saúde e manutenção dos olhos;                                                                     
  11. Vitaminas do complexo B: Relacionadas ao bom funcionamento do sistema nervoso central, melhora da memória, concentração e outras funções cognitivas;                                                               
  12. Vitaminas E e C: Vitaminas consideradas antioxidantes, que combatem a degeneração das células, evitando o envelhecimento precoce (diretamente relacionada à prevenção do câncer);                                        
  13. Rico em fósforo e potássio: Relacionado ao bom funcionamento dos músculos;                                      
  14. Rico em magnésio: Ajuda a reduzir problemas anti-inflamatórios, diminui inchaço;                                       
  15. Ajuda na absorção de glicose: Sendo assim, ideal para evitar a diabetes ou melhorar sintomas em pacientes que já sofrem de diabetes;                                       
  16. Rico em ômega 3 e 6: O mesmo presente em peixes, que equilibra o colesterol, fornecendo gordura saudável ao organismo, pevenindo doenças cardiovasculares e melhorando a memória e outras funções cerebrais;          
  17. Rico em fitoestrógenos: Substâncias que se assemelham à ação de certos hormônios que ajudam a aliviar sintomas da TPM e menopausa nas mulheres;           
  18. Ajuda a prevenir a osteoporose;                               
  19. Ajuda a prevenir a hipertensão;                               
  20. Ajuda na síntese hormonal.

Valor nutricional da Quinoa

Tabela para uma porção de 100 gramas.

Calorias (Kcal) 336
Carboidratos (g) 68,3
Proteínas (g) 12,1
Lipídios (g) 6,1
Água (g) 10,8
Fósforo (mg) 302
Cálcio (mg) 107
Fibras (g) 6,8
Ferro (mg) 5,2
Tiamina (mg) 1,5
Niacina (mg) 1,2
Riboflavina (mg) 0,3
Ácido Ascórbico (mg) 1,1

Quinoa e Nutrição

Quinoa é rica em diferentes nutrientes e minerais.

Ela é rica em proteínas, pois é conhecida por ter proteínas completas que carregam todos os aminoácidos essenciais, é rica em fibras, ferro, cobre, vitamina B6, bem como magnésio, fósforo, manganês e folato.

Como Preparar

7

Leite de Macadâmia

A Macadâmia é uma noz deliciosa, de sabor amanteigado, muito nutritiva, mas não tão conhecida como os demais frutos e sementes oleaginosos.

Macadâmia: origem e definições

Macadâmia é o nome dado à noz e ao fruto como um todo de árvores nativas de florestas da Austrália (esse fruto é constituído por um revestimento de cor verde, cujo interior contém a noz, de casca marrom com uma amêndoa creme). Macadamia é também o gênero dessas plantas, que pertencem à família Proteaceae.

As espécies de relevância comercial são a Macadamia integrifolia (que produz nozes com casca mais suave) e a Macadamia tetraphylla (de nozes com casca áspera). As demais ou não são comestíveis ou são venenosas, devido à presença de glicosídeos cianogênicos.

De início, não foi em território australiano que o cultivo de Macadâmia prosperou.

Introduzida no Havaí, o local foi considerado o maior produtor mundial da noz por muitos anos.

Graças a esse sucesso, a cultura ganhou a devida importância no seu país de origem, e no ano de 2000, a sua produção passou a ser a maior de todas.

No Brasil, o cultivo da Macadamia integrifolia está presentena região Sudeste, Paraná, Mato Grosso do Sul e Bahia.

Para que serve a Macadâmia?

A Macadâmia pode ser consumida ao natural ou incorporada em diversas receitas, como as de pães, tortas, bolos, cookies, trufas, bombons e sorvetes.

As nozes também funcionam na forma de aperitivo (basta torrá-las e salgá-las) ou como ingrediente de saladas.

Com a macadâmia ainda pode ser feita uma deliciosa manteiga, sem glúten e com alto teor de proteínas.

Em se tratando do seu derivado, o óleo de macadâmia, ele é semelhante ao azeite e confere um sabor especial aos pratos.

O óleo também é bastante utilizado pela indústria de cosméticos.

Benefícios da Macadâmia

Para que serve a macadâmia afinal?

1. A Macadâmia Ajuda a Emagrecer

O alto teor de óleo na macadâmia faz dela um alimento calórico, mas nem por isso a noz deixa de contribuir para o processo de emagrecimento.

Os quilos a mais não estão atrelados ao conteúdo de gorduras de um dado alimento, mas sim à quantidade de calorias que se consome e que se gasta ao longo do dia.

Em outras palavras, você deve sim incluir a macadâmia em sua dieta pois suas calorias valem a pena (basta rever suas propriedades nutricionais para se ter certeza disso)!

Para se perde peso, uma boa alternativa é deixar de comer alimentos pouco nutritivos como bolos e biscoitos na hora do lanche, as famosas calorias “vazias”, e passar a consumir um punhado dessas nozes.

Além do mais, suas fibras e proteínas ajudam a controlar o apetite porque promovem uma sensação de saciedade.

A macadâmia também é excelente fonte de ácido palmitoleico, um ácido graxo monoinsaturado que acelera o metabolismo, facilitando a perda de gordura corporal.

2. A Macadâmia é boa para os músculos

A macadâmia possui quantidades significativas de proteína, macronutriente essencial para o desenvolvimento dos músculos.

O consumo das nozes ainda ajuda a produção energia, que é requerida tanto na contração como no relaxamento muscular.

Elas são riquíssimas em tiamina, uma vitamina importante para a geração de ATP via respiração aeróbica (o pirofosfato de tiamina atua na conversão do piruvato, produto da Glicólise, em acetilcoenzima A, composto necessário para iniciar o ciclo de Krebs.)

3. A Macadâmia Ajuda a Prevenir a Aterosclerose

A aterosclerose é um processo inflamatório gerado pelo acúmulo de colesterol LDL na parede dos vasos sanguíneos.

A presença de placas ateroscleróticas nas artérias é muito preocupante, pois a obstrução do fluxo sanguíneo no coração e no cérebro pode até mesmo ser fatal.

Os benefícios da macadâmia contra infartos e derrames são proporcionados pelos seus ácidos graxos monoinsaturados, como o ácido palmitoleico e o ácido oleico, que ajudam a reduzir o nível de mau colesterol (LDL) e aumentam o bom colesterol (as partículas de HDL ajuda a “limpar” as artérias, já que transportam o colesterol de volta para o fígado.)

É importante salientar também que as nozes são livres de colesterol.

Uma pesquisa realizada pela Universidade do Hawaii comparou o efeito do consumo de três tipos de dietas após o período de um mês: uma dieta tipicamente americana (rica em gorduras e calorias), uma dieta benéfica para o coração (recomendada pelo “American Heart Association”) e outra dieta cujas calorias de gordura tinham uma única fonte, a Macadâmia.

A investigação contou com a participação de 15 homens e 15 mulheres, entre 18 a 59 anos de idade.

Os resultados mostraram que os participantes que seguiram a dieta de Macadâmia tinham níveis de colesterol semelhantes àqueles que fizeram a dieta de baixa gordura da “American Heart Association”, mas menores quando comparados aos que comeram a dieta tipicamente americana.

Vale destacar que os voluntários da dieta da Macadâmia também apresentaram menores níveis de triglicérides do que os demais e não apresentaram mudanças significativas de peso.

4. A Macadâmia Ajuda a Prevenir o Câncer

Nas nozes também encontramos compostos flavonoides, metabólitos vegetais que ajudam a combater os radicais livres.

Graças à atividade antioxidade dos flavonoides, há benefícios da macadâmia para evitar diversos tipos de câncer, como o de estômago, pulmão, próstata, útero e mama.

Os radicais livres são altamente reativos, e quando a defesa antioxidante do organismo não é suficiente, eles podem causar mutações no DNA, inclusive aquelas que transformam células sadias em cancerosas.

5. A Macadâmia Ajuda a Prevenir a Anemia

Os benefícios da macadâmia contra a anemia devem-se à sua significativa quantidade de ferro.

Como constituinte da hemoglobina, uma proteína presente nas hemácias, o mineral se liga às moléculas de gás oxigênio, provenientes da respiração, para que ele seja distribuído a todas as células do nosso corpo.

O consumo das nozes ajuda a manter o estoque de ferro em nosso organismo, evitando assim a anemia do tipo ferropriva, uma doença marcada pelo cansaço e fadiga.

6. A Macadâmia é Boa para o Sistema Nervoso

Alguns nutrientes da macadâmia contribuem para a síntese de neurotransmissores, compostos químicos responsáveis pela sinalização celular.

A tiamina, por exemplo, participa da síntese da acetilcolina. Já o cobre, que também está presente em grandes quantidades nas nozes, é importante para a produção de norepinefrina.

7. A Macadâmia é Boa para o Intestino

Como vimos, as nozes são fonte de fibras, solúveis e insolúveis, que, além de promoverem a saciedade, trazem benefícios da macadâmia em prol da saúde intestinal.

Por acrescentar volume às fezes, elas estimulam a evacuação, prevenindo a ocorrência de prisão de ventre e ajudando na eliminação de toxinas.

As fibras também ajudam evitar a síndrome do intestino irritável.

8. A Macadâmia é Boa para os Ossos

A macadâmia apresenta minerais importantes para os ossos. O cálcio e o fósforo são nutrientes básicos na matriz óssea. O cobre e o manganês também auxiliam na manutenção da saúde do nosso esqueleto.

O magnésio, por exemplo, evita que cristais que fragilizam os ossos sejam formados. Além disso, sua carência também interfere no metabolismo do cálcio.

No caso do zinco, pesquisas indicam que ele ativa uma enzima que ajuda no processo de diferenciação das células osteoblásticas (responsáveis pela formação óssea) e impede a formação dos osteoclastos (responsáveis pela reabsorção dos ossos).

9. A Macadâmia é Boa para a Pele e Cabelos

Da macadâmia extrai-se seu óleo, que pode ser utilizado para o cuidado da pele e dos cabelos.

O ácido palmitoleico, mais uma vez, é o grande responsável por estes benefícios da macadâmia. Ele ajuda hidratar tanto a pele como os fios secos.

Para a pele, ele ainda evita o aparecimento de sinais de envelhecimento e melhora a elasticidade.

Como Preparar

8

Leite de Amendoim

O leite de amendoim é uma opção se você pretende obter uma dieta livre de caseína, que é a proteína encontrada no leite animal.

Isso acontece porque esta bebida é feita misturando os amendoins com água, e depois que a mistura está pronta, é possível adoçar ou inserir condimentos, como a canela, por exemplo.

Para entender o seu valor nutricional e benefícios para a saúde, é preciso analisar o próprio amendoim, pois como ele é a principal base para o preparo do leite, fatalmente irá carregar todos os seus nutrientes.

Nutrição do Amendoim

O amendoim é originário da América do Sul.

Seu nome cientifico é Arachis hypogea, e ele pertence à família das leguminosas como os feijões, lentilhas e soja.

Em muitos países os amendoins são consumidos crus, torrados e salgados, mas também é possível encontrar uma infinidade de produtos que têm como base esse ingrediente, como o óleo de amendoim, a farinha e também o leite.

Esse alimento é rico em proteínas, gorduras, mas também contém muito outros nutrientes saudáveis.

Aproximadamente 100 gramas de amendoim contêm:

  • 567 Calorias;
  • 7 % de água;
  • 25,8 gramas de proteínas;
  • 8,5 gramas de fibra;
  • 16,1 gramas de carboidrato;
  • 4,7 gramas de açúcar;
  • 49,2 gramas de gorduras, sendo 6,28 gramas saturadas, 24,43 gramas monoinsaturadas e 15,56 gramas poli-insaturadas e não contém quantidades significativas de gorduras trans;
  • 15,56 gramas de ácidos graxos do tipo ômega-6.

Veja detalhadamente alguns nutrientes importantes:

Gorduras

Amendoins são ricos em gordura. O conteúdo varia entre 44 e 56% e é composto principalmente de gordura mono e poli-insaturada, sendo entre 40 e 60% de ácido oleico e ácido linoleico.

Proteínas

Amendoim é uma boa fonte de proteína: sua composição varia entre 22 e 30% de calorias, o que o torna uma rica fonte de proteína à base de plantas.

As proteínas mais abundantes são a arachina e conaraquina, mas elas podem desenvolver alergia em algumas pessoas.

Carboidratos

Os amendoins contêm poucos carboidratos. Eles representam cerca de 13 a 16% do peso total. O fato de ser pobre em carboidratos e rico em proteína, gordura e fibras possibilita que o amendoim tenha um baixo índice glicêmico, que é uma medida da rapidez com que os carboidratos entram na corrente sanguínea após uma refeição. Isso torna o amendoim um alimento adequado para pessoas com diabetes e para algumas dietas específicas.

Vitaminas e Minerais

Os amendoins são uma excelente fonte de várias vitaminas e minerais, sendo que algumas estão presentes em quantidades particularmente elevadas.

  • Biotina: O amendoim é uma das fontes alimentares mais ricas de biotina, o que é particularmente importante durante a gravidez.                                                                         
  • Cobre: Um mineral importante para o corpo, e sua deficiência pode impactar a saúde do coração.              
  • Niacina: Também conhecida como vitamina B3, ela tem várias funções importantes no corpo e tem sido constantemente associada à redução do risco de doença cardíaca.                                                
  • Folato: Também conhecido como vitamina B9 ou ácido fólico, tem muitas funções importantes, além de ser essencial na gravidez.                    
  • Manganês: Um elemento encontrado na água potável e na maioria dos alimentos.             
  • Vitamina E: Encontrada em grandes quantidades em alimentos gordurosos e considerada um poderoso antioxidante.                                     
  • Tiamina: Uma das vitaminas do complexo B, também conhecida como vitamina B1. Ele ajuda as células do corpo a converter carboidratos em energia e é essencial para o funcionamento do coração, dos músculos e do sistema nervoso.                                                 
  • Fósforo: O amendoim é uma boa fonte de fósforo, um mineral que desempenha um papel essencial no crescimento e manutenção dos tecidos corporais.                       
  • Magnésio: Um mineral essencial com várias funções importantes. Acredita-se que a ingestão de magnésio proteja contra doenças cardíacas.

Os amendoins também contêm vários compostos de plantas bioativas e seus níveis de antioxidantes são tão relevantes que são comparados aos de algumas frutas.     

O fato da maioria deles estar localizado na pele do amendoim faz com que raramente eles sejam comidos, então vamos abordar os compostos vegetais encontrados nos grãos de amendoim, que são ingeridos com mais frequência e embora a sua composição nutricional seja significativa, existem outros que podem não ser tão benéficos.

  • Ácido p-cumárico: É um polifenol e um dos principais antioxidantes do amendoim.       
  • Resveratrol: Um antioxidante que ajuda a reduzir o risco de câncer e doenças cardiovasculares. Uma das bebidas que contêm esse componente em quantidades relevantes é o vinho tinto.                                     
  • Isoflavonas: É uma classe de polifenóis antioxidantes, sendo a mais comum a genisteína. Categorizados como fitoestrógenos, as isoflavonas estão associadas a uma variedade de efeitos na saúde, tanto bons quanto ruins.                                            
  • Ácido Fítico: Encontrado em sementes de plantas, sua absorção pode prejudicar a absorção de ferro e zinco do amendoim e outros alimentos ingeridos ao mesmo tempo.                             
  • Fitosteróis: O óleo de amendoim contém quantidades consideráveis ​​de fitoesteróis, sendo o mais comum o betasitosterol. Eles podem prejudicar a absorção do colesterol do trato digestivo.

Benefícios do leite de amendoim para a saúde

Como vimos, o valor nutricional dos amendoins é muito significativo e todos eles são transferidos para o leite de amendoim, gerando diversos benefícios para a saúde. Conheça a seguir todos eles.

1. Ajuda a Prevenir a Diabetes

A diabetes tipo 2 é mais comum em adultos, e um dos principais motivos é a obesidade.

A principal característica dessa doença é a resistência à insulina ou a produção ineficaz do hormônio.

É uma doença que não tem cura, mas pode ser gerenciada com mudanças na alimentação e também medicamentos, em alguns casos.

Um dos alimentos que podem contribuir com o tratamento de diabetes tipo 2 é o leite de amendoim, pois ele contém manganês, que promove o metabolismo de gorduras e carboidratos, permitindo que mais glicose entre nas células musculares e hepáticas, ajudando a estabilizar os níveis de açúcar no sangue.

Além disso, seu teor de carboidratos e açúcar é relativamente baixo, o que o torna um alimento ideal para manter a sensibilidade à insulina e preservar a função normal.

2. Ajuda a Prevenir o Câncer de Estômago

O amendoim contém polifenóis, que são antioxidantes capazes de prevenir uma série de doenças. Quando o assunto é câncer no estômago, particularmente o ácido p-cumárico pode ajudar, pois ele reduz a formação de compostos à base de nitrogênio tóxico no estômago, conhecidos como nitrosaminas.

As nitrosaminas são subprodutos comuns produzidos pelo nosso corpo quando consumimos carnes defumadas que contêm nitratos, que são aditivos químicos adicionados para ajudar a conservar. Isso significa que o leite de amendoim pode ajudar a reduzir os impactos que esses conservantes causam ao organismo e consequentemente o risco de desenvolver câncer no estômago.

3. Pode Prevenir o desenvolvimento de Cálculos Biliares

Os cálculos biliares são gotas semi-sólidas de ácidos biliares que podem conter muito colesterol. Esta é sem dúvida a principal causa de seu desenvolvimento e alguns alimentos podem ajudar a prevenir essa condição.

O leite de amendoim é repleto de ácidos graxos monoinsaturados saudáveis, que ajudam a reduzir os níveis de colesterol LDL no sangue e aumentar a quantidade de colesterol HDL. 

Ou seja, ele diminui os níveis “ruins” e aumenta os “bons” e isso reduz a probabilidade de produção de ácidos biliares ricos em colesterol, diminuindo as chances dos cálculos se desenvolverem.

4. Promove o bem-estar do seu Coração

A doença cardíaca é considerada a principal causa de mortes em todo o mundo e os amendoins possuem inúmeras características benéficas que podem contribuir com a saúde do coração.

O leite de amendoim contém gorduras boas como o resveratrol e vários outros minerais que ajudam a impedir que os vasos sanguíneos fiquem estreitos, ajudando a eliminar o colesterol e equilibrar seus níveis, o que não é benéfico apenas para impedir a formação de cálculos biliares, mas também para impedir o desenvolvimento de doenças cardíacas.

Manter esses nutrientes na sua dieta pode contribuir com o funcionamento ideal do coração.

5. Amendoim pode aumentar a memória

Se você é aquela pessoa que tem boa memória, com certeza já ouviu falar de alguém que tem “uma memória de elefante”. Será que isso acontece porque os elefantes adoram amendoim? Coincidência ou não, o amendoim é um alimento que pode impulsionar a sua memória. Sua composição contém niacina e resveratrol anti-oxidante, e ambos ajudam a melhorar o fluxo sanguíneo para o cérebro. Inclusive o resveratrol é constantemente estudado e apontado por sua capacidade de prevenir doenças cerebrais neurodegenerativas, como Parkinson e Alzheimer.

6. Ajuda a reduzir o risco de Acidente Vascular Cerebral (AVC)

O resveratrol pode prevenir danos aos vasos sanguíneos, causados ​​pela angiotensina, que é um hormônio que ajuda na constrição dos vasos sanguíneos. 

O leite de amendoim pode ajudar a aumentar os níveis de óxido nítrico produzido, ajudando os vasos sanguíneos a relaxar e a se dilatar com maior facilidade. Então, esse efeito pode diminuir consideravelmente a probabilidade de ter um derrame.

7. Ajuda a Prevenir “Erros” Genéticos

A biotina presente no leite de amendoim ajuda a regular a expressão gênica. Os erros genéticos costumam ser o gatilho para o surgimento de algumas doenças, pois ao invés de formar uma célula saudável, um erro pode conduzir o corpo a criar células imperfeitas. 

Ainda que eles sejam frequentes e muitas vezes inofensivos, alguns podem ser responsáveis por mudanças negativas.

A biotina é frequentemente consumida por diabéticos ou pessoas com doenças neurodegenerativas, na tentativa de retardar a progressão e a degradação da matéria celular.

8. Ajuda a prevenir a Depressão 

Os baixos níveis de serotonina podem contribuir com o diagnóstico de depressão e o fato do amendoim conter triptofano, um componente necessário para converter a serotonina, pode ajudar. 

Nós precisamos dela porque a serotonina ajuda na promoção do bom humor e o amendoim pode trazer um efeito semelhante ao de muitos medicamentos prescritos para esse fim.

9. Contribui com a Redução do Peso Corporal

O leite de amendoim é repleto de proteína e fibra e os dois têm efeitos supressores de apetite.

Consumi-lo pode ajudar a diminuir a vontade de comer algo doce, ou ficar “beliscando” entre as refeições.

Porém, não podemos esquecer que ele é um alimento calórico, então controlar a quantidade consumida é fundamental para não ter o efeito contrário e acabar ganhando peso.

10. Contribui para  uma Pele Saudável

Os cuidados com a pele são crescentes e não é à toa que centenas de produtos são lançados anualmente com a proposta de promover uma pele saudável, jovem e vibrante. No entanto, quando observamos a sua composição, podemos perceber que eles são carregados com muitas vitaminas, presentes também no leite de amendoim.

Os amendoins são ricos em vitamina E, e várias vitaminas do complexo B, que são conhecidas por ajudar a preservar a saúde da pele. 

Mas não é só isso, as gorduras contidas nele ajudam a fortalecer as membranas celulares, que é importante para evitar a perda excessiva de água, mantendo a pele hidratada.

 Então, esse alimento pode ser um excelente complemento para os seus tratamentos de beleza.

11. Ajuda o Desenvolvimento do Feto Durante a Gravidez

Durante a gravidez, os cuidados com a alimentação e com a ingestão de vitaminas são frequentes, pois é através deles que o bebê poderá se desenvolver de maneira saudável.

Entre todos os nutrientes necessários está o ácido fólico, e ele tem uma participação muito relevante no desenvolvimento do tubo neural do feto, evitando a formação da espinha bífida e também no desenvolvimento do sistema nervoso e do cérebro.

O leite de amendoim pode proporcionar a ingestão de ácido fólico, além de diminuir a probabilidade de desenvolver alergias ao amendoim, pois quando ele é inserido desde cedo o corpo não agrupa antígenos tão fortemente.

12. Ajuda a Produzir Energia

O magnésio é o responsável por facilitar diversos processos metabólicos do corpo, e isso ajuda a produzir energia para garantir que seus músculos, nervos e coração trabalhem plenamente. 

Outro aspecto importante é que ele diminui a pressão sanguínea e é essencial para a construção e manutenção de ossos fortes. 

Os amendoins são boas fontes desse importante mineral e, dependendo da quantidade de amendoins usados para fazer leite, a bebida pode oferecer uma parte das necessidades diárias que seu corpo precisa.

Uma porção de 1 xícara deve conter cerca de 65 miligramas de magnésio, se o seu consumo de calorias diárias for de aproximadamente 2.000, esse valor fornecerá 16% da quantidade de magnésio que você precisa todos os dias.

Como Prepar

9

Leite de Inhame

Inhame (Dioscorea spp. L.) é o nome dado a tubérculos nutritivos muito consumidos em todo o Brasil.

Mas, antes de apresentarmos os benefícios do inhame, para que serve e propriedades medicinais, é preciso esclarecer algumas questões quanto à nomeclatura. 

Inhame, taro ou cará?

O “I Congresso de inhame e taro” (2002) estabeleceu que a hortaliça conhecida como inhame no Sudeste, Centro e Sul do Brasil, trata-se na verdade do taro, um rizoma da planta Colocasia esculenta, família Araceae.

Já os tubérculos do gênero Dioscorea, anteriormente chamados de carás nesses mesmos locais e inhames no Nordeste, passaram definitivamente a serem designados como inhame.

Em síntese, o inhame é o nome comum do tubérculo de mais de 600 espécies do gênero Dioscorea, família Dioscoriaceae.

Vale destacar que dentre todos estes exemplares, apenas 14 são usados como alimento.

As espécies de inhame cultivadas em nosso país são oriundas da Ásia e África.

Para que serve o Inhame?

O inhame é cultivado em áreas tropicais.

No Brasil, a região Nordeste é a maior produtora e também consumidora.

Em geral, é um alimento muito consumido na América Latina.

Os tubérculos também são utilizados para fins medicinais: de algumas espécies, pode-se extrair a diosgenina, um fitoesterol de grande interesse da indústria farmacêutica.

Através do método de Merker, a diosgenina é convertida em progesterona, que por sua vez é utilizada na produção de pílulas anticoncepcionais.

Propriedades do Inhame

Cada 100 g de inhame cozido fornecem 118 calorias, na sua maioria proveniente de carboidratos, cerca de 28 g.

Encontramos também 1,5 g de proteína, 3,9 g de fibras e uma quantidade insignificante de gordura (0,2g).

Os tubérculos são uma excelente fonte de fibras solúveis e seus carboidratos são complexos.

Eles apresentam um pouco de vitamina A e betacaroteno, quantidades significativas de vitamina C e são ricos em vitaminas do complexo B (tiamina, riboflavina, niacina, ácido pantotênico, piridoxina e ácido fólico). Com relação aos minerais, possuem potássio, ferro, cálcio, fósforo, magnésio e cobre.

Muitas das propriedades medicinais do inhame são decorrentes ação da diosgenina em nosso organismo.

Os tubérculos também apresentam uma atividade antioxidante.

Quais os benefícios do Inhame para a saúde humana.

Benefícios do inhame

Veremos agora como as propriedades do inhame são boas para sua saúde e boa forma:

1) O inhame é bom para a saúde feminina

No organismo humano, a diosgenina presente nos tubérculos é convertida a desidroepiandrosterona (ou DHEA), um hormônio que também é produzido pelas nossas próprias glândulas adrenais.

O DHEA é uma molécula utilizada para a síntese de vários outros hormônios, como a progesterona, o estrogênio, a testosterona, o cortisol e a aldosterona.

Pesquisas relatam que o consumo de inhame é útil na menopausa, para a tensão pré-menstrual (TPM), endometriose, doença fibrocística da mama e fibrose uterina.

Ademais, os tubérculos ajudam a aumentar a fertilidade.

Foi observado que mulheres africanas que os consomem com frequência são mais férteis.

2) O inhame é bom contra o câncer

Os compostos antioxidantes do inhame – betacaroteno e vitamina C – ajudam a prevenir os mais variados tipos de câncer.

Estes nutrientes nos protegem da ação de radicais livres, agentes que podem provocar mutações no DNA que levam a uma proliferação celular desenfreada.

A diosgenina também tem se mostrado útil no combate ao câncer.

Pesquisas têm mostrado que ela é capaz de impedir a proliferação de células cancerígenas da mama por estimular a p53, uma proteína pró-apoptótica, e de células de osteossarcoma por estimular a morte celular programada e interromper o ciclo celular.

O fitoesterol ainda estimula a apoptose em células leucêmicas, especificamente na eritroleucemia, uma leucemia mielóide aguda, e de câncer de cólon, neste caso, também impede o crescimento celular.

3) O inhame é bom para o coração

O excesso de colesterol no sangue é associado à ocorrência de doenças cardíacas e, as fibras do inhame ajudam a reduzir os seus níveis.

Nos laboratórios de análise clínicas também são mensurados níveis de homocisteína.

Estudos revelam que quantidades elevadas desse aminoácido, que possui ação inflamatória, ajudam a formar as chamadas placas ateroscleróticas.

Se uma pessoa possuir um nível normal de colesterol, mas um excesso de homocisteína, os riscos de problemas cardiovasculares ainda são consideráveis, pois o aminoácido acelera o processo de oxidação de colesterol LDL.

O inhame, por sua vez, é um alimento rico em vitamina B6 (piridoxina) e B9 (ácido fólico), que ajudam a controlar os níveis de homocisteína no organismo.

Além de tudo, o inhame é uma boa fonte de potássio, um mineral que compensa as ações hipertensivas do sódio em nosso corpo.

4) O inhame ajuda a combater o mal de Alzheimer

Conforme já foi dito, o acúmulo do aminoácido homocisteína traz prejuízos para a nossa saúde. Seu excesso alimenta a inflamação no cérebro de portadores da doença de Alzheimer.

A doença também tem sido relacionada com a diminuição dos níveis do hormônio DHEA, o que acontece à medida que envelhecemos.

Logo, o inhame é um ótimo alimento para ajudar a prevenir e a controlar o Alzheimer, pois o tubérculo é fonte de vitaminas B6 e B9, e a diosgenina é convertida em DHEA em nosso organismo.

5) O inhame ajuda a emagrecer

O inhame é ótima opção de alimento para quem precisa emagrecer.

Além de pouca gordura, o tubérculo apresenta carboidratos complexos, o que significa que a glicose, um dos produtos finais de sua digestão, será liberada de maneira gradativa para a corrente sanguínea, fazendo você sentir mais ativo para os treinos e ter menos fome ao longo do dia.

É importante destacar que as fibras do inhame também promovem essa sensação de saciedade.

Uma dica é acrescentar o inhame como ingrediente de receitas, para que você consuma uma quantidade menor dos pratos que for preparar.

Você pode incorporá-lo, por exemplo, em massas de bolo, nhoque e até mesmo em sopas.

Outro dentre os benefícios do inhame para o emagrecimento está associado com o DHEA.

O hormônio consegue inibir a glucose-6-fosfato-desidrogenase, uma enzima que participa da síntese de gordura bem como do crescimento de células cancerígenas.

Estudo publicado no Annals of the New York revelou que o aumento da concentração de DHEA no organismo, através do uso de suplementos a base desse hormônio, aumentou a força e a massa muscular em homens e mulheres.

O DHEA também reduziu a quantidade de gorduras nos homens, mas aumentou, de forma sutil, nas mulheres.

6) O inhame ajuda a evitar a anemia

O inhame é um bom alimento para a prevenção da anemia.

Ele é fonte de ferro, mineral que participa do processo de transporte de oxigênio, realizado pelas hemácias.

O tubérculo também apresenta cobre, que ajuda no acesso ao ferro armazenado, para que ele possa ser utilizado na síntese de novas hemácias; vitamina C, que ajuda na absorção de ferro; vitamina B6, fundamental para a produção de hemoglobina; e ácido fólico, que ajuda no processo de maturação das células sanguíneas.

Precauções

  • Converse com seu médico /nutricionista a respeito do uso do inhame. O funcionamento do sistema endócrino é bastante delicado e integrado, e a diosgenina do tubérculo pode alterá-lo, mesmo que discretamente.                                                   
  • Grávidas e lactantes devem evitar o consumo do inhame.         
  • Coma sempre com moderação.

Como Preparar

10

Leite de Arroz

Sendo uma bebida de origem vegetal, com redução calórica, sem gorduras e depurativa, o leite de arroz limpa o nosso organismo, e por esse motivo, deve ser ingerido de manhã.

Segundo o American Journal of Clinical Nutritionse, a vitamina D, presente em boa quantidade no leite de arroz, ajuda na redução gradual de peso, desde que ingerido com frequência.

Aconselha-se tomar dois copos de leite arroz diariamente.

Outro ponto a ser considerado, devido à sua origem vegetal, é a maior quantidade de carboidratos.

Algumas marcas de leite de arroz industrializadas são enriquecidas com cálcio e vitaminas B12, A e D, e niacina e ferro.

É preciso conferir nos rótulos, pois poderão ter açúcar, motivo de cautela para diabéticos e para quem está querendo emagrecer. 

Benefícios do leite de arroz

  • Zero lactose;                                                                                            
  • Ideal para pessoas que sofrem de intolerância ou alergia ao leite animal;                                                                   
  • Sem colesterol;                                                                                 
  • Ideal para pessoas alérgicas ao leite de soja;                                                                                 
  • Fácil digestibilidade. A proteína vegetal é mais leve do que a animal, sendo portanto, mais rápida a sua digestão;                                                                                                 
  • Ótimo para a flora intestinal;                                                         
  • Ajuda a fortalecer o sistema imunológico;                                
  • Ideal para pessoas com gastrite e excesso de acidez estomacal.

Como Preparar

11

Leite de Caju

Benefícios do leite de castanha de caju

– Os nutrientes do leite de castanha de caju

É possível encontrar teores de nutrientes importantes para o funcionamento do organismo como carboidratos, magnésio, ferro e vitamina K em uma xícara de leite de castanha de caju caseiro.

A vitamina K é uma parte essencial de diversas proteínas que são responsáveis pela coagulação sanguínea e pela construção de ossos fortes, enquanto o magnésio trabalha com centenas de enzimas para produzir energia e sintetizar proteínas, e o ferro é necessário para transportar oxigênio nos glóbulos vermelhos do sangue e para oferecer suporte ao sistema imunológico.

Por sua vez, as versões do leite de castanha de caju que podemos comprar prontas podem ser fortificadas, ou seja, receber a adição de outros nutrientes como cálcio, vitamina A, vitamina B12 e vitamina D.

A vitamina A é importante para a visão e auxilia a formação dos dentes, dos tecidos mole e esquelético, das membranas mucosas e da pele.

Ja o cálcio é importante para o fortalecimento dos ossos e dentes e auxilia os músculos e os vasos sanguíneos a contrair e expandir, além de ajudar a secretar hormônios e enzimas e a enviar mensagens por meio do sistema nervoso.

Por sua vez, a vitamina D auxilia o organismo a absorver cálcio e exerce um papel no sistema nervoso, no sistema muscular e no sistema imunológico.

Já a vitamina B12 participa de reações bioquímicas no organismo que resultam na produção de DNA, proteínas, gorduras e hormônios, é necessária para a produção de glóbulos vermelhos saudáveis e de neurotransmissores, para a divisão celular, para o crescimento e o desenvolvimento do feto e é fundamental para a função e o desenvolvimento do cérebro e do sistema nervoso.

 

Para saber quais nutrientes o leite de castanha de caju que você comprar pronto possui e em que quantidade eles aparecem no produto, cheque sempre a embalagem e a tabela nutricional da bebida. Veja aqui como entender os rótulos de alimentos.

– Livre de lactose, soja e glúten

Para quem deseja ou necessita consumir um leite que não tenha um desses compostos ou todas as substâncias, o leite de castanha de caju é realmente uma alternativa viável, tendo em vista que não possui esses elementos em sua composição.

Por outro lado, também é verdade que as proteínas estão ausentes da bebida.

 

– Bebida é pobre em calorias

“O leite de castanha de caju sem a adição de açúcar tem um perfil calórico incrivelmente baixo”, afirmou a nutricionista holística Ashley Pettit.

Cada xícara de leite de castanha de caju apresenta 25 calorias. Já é possível encontrar versões industrializadas da bebida com 40,5 calorias a 42,5 calorias a cada porção de 100 ml.

Obviamente, se forem adicionados ingredientes como chocolates, caldas ou frutas, por exemplo, ao leite de castanha de caju, ou o seu consumo acontecer de maneira excessiva, a sua quantidade de calorias sofrerá um acréscimo.

– Fonte de ômega 9

O leite de castanha de caju é composto por um ácido graxo chamado de ômega 9, que é conhecido por auxiliar na melhoria do humor.

A nutricionista Hannah Médici, afirmou que é justamente graças ao fato de conter o ômega 9 que o leite de castanha de caju contribui com a prevenção do desenvolvimento de doenças no coração, auxilia no aumento do colesterol bom – também conhecido como HDL – e colabora com a diminuição do colesterol ruim – ainda chamado de LDL.

Como Preparar

Todas as opções alternativas de leite e leite oferecem várias vantagens à saúde, como redução do colesterol, aumento da ingestão de antioxidantes ou proteção contra alergias ou intolerâncias.

Uma boa estratégia pode ser misturar os tipos de leite que você bebe. Dessa forma, você obtém o melhor de cada um deles, especialmente se você os bebe ao lado de uma dieta saudável e com alimentos integrais.

Lembre-se de verificar os rótulos quanto a ingredientes como adição de açúcar ou aditivos indesejados e evite aqueles com suplementos indesejáveis

Fontes : Healthline.

Mundo da Boa Forma .Todo conteúdo é revisado por especialistas da área e/ou conta com a validação científica de médicos e pesquisadores.

Revisão – Dra. Patricia Leite. 

Consulte sempre o seu médico nutricionista .

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.